EUA vão começar a tomar medidas contra produtos de origem vegetal que se apresentam como ‘leite’

Kai_Vogel (CC0), Pixabay

Da Redação

Assim como no Brasil, já estão surgindo nos Estados Unidos reações aos produtos de origem vegetal que se apresentam como “leite”.

Em conferência realizada no dia 17 de julho, o chefe da FDA (Food and Drug Administration), a agência federal que regula fármacos e alimentos nos EUA, Scott Gottlieb, disse que, em breve, a agência tomará medidas para reforçar os padrões de identidade do leite, contra produtores de bebidas não-lácteas que se apresentam como “leite”.

“Uma amêndoa não amamenta”, disse Gottlieb, referindo-se ao fato de que as normas atuais da agência em relação ao leite apontam especificamente para bebida com origem em animais mamíferos.

O chefe da FDA disse que a agência irá, em breve, emitir um documento descrevendo o problema e definindo o que planeja fazer. Uma ação da FDA nesse sentido provavelmente levaria os “leites” de origem vegetal a serem proibidos de ser vendidos com esse nome de “leite”.

No Brasil

Por aqui, um projeto de lei que tramita na Câmara dos Deputados proíbe o uso da palavra “leite” em embalagens e rótulos de alimentos que não tenham como base o leite de origem animal.

Autora do projeto, a deputada Tereza Cristina (DEM-MS) diz que, “além de criar uma concorrência dos produtos de origem vegetal com os de origem animal, o consumidor é induzido a crer que, ao adquirir um produto de origem vegetal, está ingerindo alimento similar ao leite de mamíferos”.

Fonte: http://www.bebamaisleite.com.br