Pecuária

Estratégias nutricionais para redução de custos são alternativas na avicultura

19/09/2016

Para driblar os desafios do cenário, produtores apostam em inovação. Assunto é foco do VIII Encontro Técnico da Unifrango realizado em outubro

Para seguirem competitivas no mercado, as empresas do setor avícola têm investido cada vez mais em estratégias nutricionais como forma de reduzir custos. Entre os principais ganhos no controle da dieta dos animais está a maior na rentabilidade das granjas a partir da melhora na digestibilidade, saúde intestinal e conversão alimentar das aves. Além de manter o bom desempenho dos animais, essas inovações se tornam ainda mais necessárias para o setor com a alta nos insumos. Diante dos desafios na produção avícola, o tema e o cenário do setor no país serão debatidos durante o VIII Encontro Técnico Unifrango, que acontece nos dias 18, 19 e 20 de outubro, em Maringá (PR). O evento reunirá grandes nomes da avicultura brasileira e do exterior em 13 palestras que irão abordar a evolução da avicultura.

“As inovações nutricionais tem sido o avanço para o segmento nos últimos tempos. Esse é o horizonte onde teremos espaço nos próximos anos e uma das áreas na qual a avicultura vai se desenvolver mais”, explica o presidente do Comitê Técnico da Integra e gerente de Fomento e Produção da Somave Agroindustrial, Jeferson Vidor. Além das novidades em nutrição, temas como o futuro do setor, inovação tecnológica e o mercado de trabalho serão o foco do encontro.

A programação conta ainda com a abordagem sobre o mercado internacional pelo consultor Osler Desouzart, proprietário da OD Consulting, com atuação e clientes na Europa e nas três Américas. Membro da Diretoria Consultiva do World Agriculture Forum (WAF) e da equipe do The Sustainable Food Laboratory, o especialista destaca que o Brasil seguirá na liderança do setor. “’Apesar deles’, nós prevaleceríamos. O agronegócio brasileiro é de competência e persistência notórias, além de ser reconhecido internacionalmente. Seguiremos nas próximas décadas dividindo com os Estados Unidos a primazia de gerar excedentes exportáveis necessários ao abastecimento mundial de uma população que cresce e que muda sua alimentação para uma maior ingesta de produtos de origem animal”, afirma.

Também participam como palestrantes o presidente da MSD Saúde Animal, Edival Santos, o diretor comercial das empresas YesSinergy, Ghenvet Saúde Animal, BioDux e Divita Diagnósticos, Gabriel Jorge Neto, o diretor de negócios da Tectron, Giankleber Diniz, e uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio, José Luiz Tejon. “O encontro não é apenas para pessoas técnicas, mas também para níveis gerenciais e estratégicos das empresas. Por isso fizemos um mix, buscando profissionais influentes no mercado pra orientar quais são as melhores decisões”, ressalta o presidente do Comitê Técnico da Integra.

Fonte: Agrolink