Trigo

Entidades apresentam propostas para o trigo na Câmara dos Deputados

Um grupo de entidades apresenta, no dia 29/11, em Audiência Pública na Comissão de Agricultura da Câmara Federal, um conjunto de proposições de ações e políticas públicas para a safra de trigo 2012/2013

Embrapa Trigo

 

O documento que será entregue aos deputados da Comissão está agrupado em nove grandes temas que contemplam todos os elos do complexo agroindustrial do trigo.

A produção de trigo no Brasil está presente em 34 mil propriedades (IBGE, 2009), onde quase 70% destas são de base familiar. A produção brasileira está concentrada na Região Sul (90%), mas o segmento agroindustrial do trigo movimenta 1,1 milhão de empregos, principalmente no Sudeste e no Nordeste, onde estão a maioria das panificadoras, indústrias de massas e biscoitos.

No campo, o trigo é garantia de manutenção da capacidade produtiva dos solos brasileiros, através da rotação de culturas e palha para o plantio direto; otimização da estrutura produtiva, através do aproveitamento de maquinário e mão-de-obra; e sustentabilidade do sistema de produção com o aumento de renda por unidade de área, reduzindo custos nos cultivos de verão e utilização de terras ociosas. O trigo também é multiplicador de renda nos demais elos do complexo, como produção de sementes, indústria de máquinas e insumos, processamento e serviços.

De acordo com o Chefe-Geral da Embrapa Trigo, Sergio Roberto Dotto, a importância da triticultura no país não é tema de discussão apenas no setor agrícola, mas em diversos segmentos que envolvem mesmo o Governo, a indústria e até o consumidor. “Observando a oferta e a demanda de trigo no Brasil fica evidente que é possível ampliar a produção brasileira e reduzir a dependência externa, com a mesma qualidade equivalente ao produto importado. Mas para isso, o produtor precisa de uma política governamental definida e durável para essa cultura, com expectativa de liquidez na próxima safra”, afirma Dotto.

O documento “Propostas de políticas para a triticultura brasileira – safra 2012/2013”, conta com 29 proposições, divididas em nove grandes temas: (1) Preço mínimo de garantia e instrumentos de comercialização; (2) Qualidade e padrão oficial de classificação do trigo; (3) Salvaguardas a importações de trigo; (4) Vigilância sanitária e meio ambiente; (5) Legislação de cabotagem; (6) Recursos e juros para custeio; (7) Seguro de produção; (8) Tributação do trigo e de derivados; e (9) Apoio às atividades de suporte à produção do trigo. Propostas direcionadas às culturas de aveia, cevada e triticale também são encaminhadas nesse documento.

A audiência pública está marcada para às 10h, na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, na Câmara dos Deputados, em Brasília, DF. O encontro é resultado de requerimento do Deputado Moacir Micheletto (PMDB/PR), com as proposições organizadas pela Ocepar, FAEP, OCB, Farsul e Fecoagro. A Embrapa Trigo fará uma exposição sobre o panorama e importância da cultura do trigo no Brasil, além de atuar como articuladora entre o segmento produtivo e o poder legislativo.

 

Fonte: http://www.portaldoagronegocio.com.br/conteudo.php?tit=entidades_apresentam_propostas_para_o_trigo_na_camara_dos_deputados&id=66189