Pecuária

Embrapa seleciona empresas interessadas em elaborar produtos inéditos derivados de ovinos

31/08/2016

Durante a abertura da Expointer 2016, a Embrapa lançou para o público seis processos de produção de derivados de ovinos

Está aberto, de 26 de agosto até 26 de setembro, o edital de seleção para empresas interessadas em elaborar produtos cárneos derivados de ovinos do projeto Aprovinos. Durante a abertura da Expointer 2016, a Embrapa lançou para o público seis processos de produção de derivados de ovinos:presunto ovino curado tipo Espanhol (defumado ou não), Presunto ovino curado tipo Norueguês (defumado ou não), Copa ovina (defumada ou não), Copa ovina defumada winery, Copa ovina defumada brewery e Linguiça ovina light.

No processo seletivo, serão selecionadas até quatro empresas, legalmente constituídas, que queiram firmar contrato para a produção e a comercialização desses derivados. O projeto Aprovinos, que gerou as tecnologias para a confecção destes produtos, foi resultado de três anos de pesquisas em tecnologia de carnes, tendo como inspiraçãoos derivados de carne suína, que são muito apreciados pelo consumidor.De acordo com a coordenadora do projeto, a pesquisadora da Embrapa Pecuária Sul Élen Nalério, todos esses produtos são feitos com categorias animais com pouco valor comercial hoje,como ovelhas mais velhas e de descarte, porém com bastante qualidade nutricional.

Como são inéditos no mercado, foi preciso partir de produtos similares de outros animais para chegar a processos que garantissem a qualidade, sabor e segurança para o consumidor. “No caso do presunto cru, por exemplo, que é uma peça única e com osso, são levadas em consideração as diversas reações bioquímicas que ocorrem durante a conversão da carne em presunto para encontrar as condições de umidade e de temperatura, além da salga, para chegarmos ao produto final com a qualidade que queríamos e sem riscos de consumo”, ressaltou Élen Nalério. Foi necessário também identificar as cepas de fungos, que dão o sabor e aroma aos embutidos, de forma a certificar que estes não apresentam caráter toxigênico para o consumo.

Saiba mais sobre os produtos

Os presuntos ovinos curados, as copas ovinas e a linguiça light compõem a linha Premium, que é formada por produtos com alto valor agregado, concebida para atender públicos de diferentes regiões do país. A expectativa é que com estes novos produtos, o consumo de carne ovina aumente no país. Segundo a Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), o consumo per capita atualmente é de cerca de 400 gramas anuais, enquanto que o brasileiro come em média cerca de 47 quilos de carne de frango por ano, 35 quilos de carne bovina e 15 quilos de suínos. Essa realidade mostra um potencial enorme para o aumento da produção e da comercialização, com a possibilidade de chegar a públicos que hoje não têm cultura de consumir este tipo de carne.

As empresas interessadas em participar do processo de seleção deverão acessar o site da Embrapa Produtos e Mercados ou diretamente no link: www.embrapa.br/produtos-e-mercado/editais

Fonte: Embrapa