Caju

Embrapa promove 5° Curso internacional de Caju

01/10/2015

A Embrapa Agroindustrial Tropical realiza, entre os dias 5 a 30 de outubro, a 5° edição do curso internacional de caju. Participam 17 técnicos de Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Colômbia, Venezuela e Timor Leste. Essa edição encerra um ciclo de capacitações iniciado em 2011 que atendeu mais de 80 técnicos de 11 países da África, América Latina, América Central e Ásia.

Nesta edição, cinco técnicos que participaram anteriormente do curso compartilharão as experiências desenvolvidas e aplicadas em seus países de origem e participarão de um seminário de avaliação.

O curso é realizado por meio de parceria entre a Agência Internacional de Cooperação do Japão (JICA), a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a Embrapa Agroindustrial Tropical.

Com carga horária de 160 horas, o treinamento será dividido em quatro módulos e abordará os temas cadeia agroindustrial, melhoramento genético, práticas culturais do sistema de produção, pragas e doenças, colheita e pós-colheita e processamento industrial. Na programação também estão incluídas visitas a plantios comerciais, a indústrias, além da participação na 12º Feira Caju Nordeste.

Ao final do curso, os participantes estarão aptos a executar ações para o desenvolvimento da cajucultura, com aumento de produtividade e aproveitamento integral do pomar. Além disso, poderão atuar na formação de multiplicadores para promover a difusão de tecnologias em seus respectivos países.

Saiba mais
A Embrapa foi escolhida para realização dos treinamentos por apresentar atuação forte na cajucultura brasileira, com contribuições valiosas para o agronegócio do caju. A Empresa desenvolveu tecnologias para o aumento da produtividade e da qualidade dos produtos e subprodutos da cajucultura, com a introdução de novos clones, ações para a melhoria do sistema de produção, renovação de pomares pelo método da substituição de copas, controle fitossanitário, melhoria das técnicas da colheita e da pós-colheita e do processamento industrial da castanha e do pedúnculo do caju.

Fonte: Embrapa