Pecuária

Embrapa Pecuária Sul apresenta opções de forrageiras na Expodireto 2016

04/03/2016

A Embrapa Pecuária Sul apresenta novas alternativas de espécies forrageiras para produção pecuária na Expodireto Cotrijal, que será realizada entre os dias 7 e 11 de março, no município de Não-Me-Toque (RS). Na feira, que é um dos maiores eventos agropecuários do estado, o público poderá conhecer três cultivares de leguminosas e uma cultivar de gramínea, desenvolvidas pela Embrapa e que já estão disponíveis para o produtor. Além disso, serão apresentadas recomendações sobre o uso de sementes de qualidade de forrageiras, fator essencial para uma boa implantação de pastagens

Lançadas recentemente, as três novas cultivares de leguminosas forrageiras são recomendadas para formação de pastagens cultivadas consorciadas e para sobressemeadura em pastagens naturais na região sul do Brasil. As três cultivares foram desenvolvidas a partir de um convênio firmado entre a Embrapa, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e a Associação Sul-brasileira para o Fomento de Pesquisa em Forrageiras (Sulpasto).

Uma das cultivares que serão apresentadas é a BRS URS Entrevero de trevo-branco. A cultivar é recomendada para sobressemeadura em campos naturais e consórcios com gramíneas forrageiras de inverno em áreas mais baixas, planas e com bom teor de umidade. Já a cultivar URS BRS Posteiro de cornichão é recomendada para sobressemeadura em campos naturais e consórcios com gramíneas forrageiras de inverno em áreas mais altas e bem drenadas de toda a região sul do Brasil. A terceira cultivar, BRS Piquete de trevo-vesiculoso, também é recomendada para áreas mais altas e bem drenadas e por ser anual, pode ser mais facilmente utilizada para compor sistemas de integração lavoura-pecuária.

Também durante a feira, os visitantes poderão conhecer mais detalhes da cultivar BRS Estribo de capim-sudão. A cultivar da gramínea foi lançada comercialmente há três anos, está tendo boa aceitação no mercado e é uma nova opção de forrageira de verão para os pecuaristas da região Sul. Em experimentos realizados na Embrapa Pecuária Sul, coordenados pelos pesquisadores Márcia Silveira e Danilo Sant´Anna, os resultados com animais mostram que esta planta forrageira pode ser utilizada sob pastejo rotacionado e pastejo contínuo, sendo possível alcançar bons índices em termos de produção animal quando bem manejada. Segundo os pesquisadores, em relação ao capim-sudão comum, a BRS Estribo apresenta uma maior produção de forragem, maior perfilhamento, maior proporção de folhas, ciclo mais longo e manejo flexível. Os visitantes poderão conhecer de perto a cultivar em uma área experimental dentro do Parque da Expodireto.

Qualidade de sementes – Para um bom estabelecimento de pastagens é necessária a utilização de sementes de qualidade, certificadas e com procedência genética comprovada. O pesquisador Gustavo Martins da Silva explica que a qualidade da semente é definida por um conjunto de parâmetros genéticos, físicos, fisiológicos e sanitários. Esses quatro atributos devem garantir que o lote de sementes que será comercializado seja capaz de originar um cultivo uniforme, constituído de plantas vigorosas e representativas da cultivar e livre de plantas invasoras ou indesejáveis. Durante a Expodireto, serão demonstrados os resultados do plantio de sementes de alta e de menor qualidade.

Fonte: Embrapa