Suinos

Embrapa divulga resultados de reunião sobre custos internacionais de produção de suínos

29/12/2016

Os resultados da reunião de 2016 da rede InterPIG, referentes a custos mundiais de produção de suínos, já estão disponíveis para consulta no site da Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS) da Embrapa (embrapa.br/suinos-e-aves/cias) na seção “custos” ou diretamente no endereço http://bit.ly/interpig (link encurtado e seguro). São abordados ainda o mercado, a cadeia produtiva e as medidas de apoio à suinocultura de cada país integrante da rede.

As discussões entre os especialistas da rede InterPIG sobre o mercado e a cadeia produtiva da carne suína em 2015 em seus países mostraram, por exemplo, que na União Europeia (UE) o destaque foi o crescimento da suinocultura da Espanha, a um ritmo de 100 mil toneladas por ano desde 2010, e dos abates na Alemanha; os Estados Unidos recuperando a produtividade superando a Diarreia Epidêmica Suína, além de representar redução de custos pela adoção de novas tecnologias; e a previsão de a China aumentar o consumo interno em 2,5 milhões de toneladas entre 2015 e 2020 e as importações entre 1,5 e 2 milhões de toneladas por ano. Além disso, a expansão das integrações, a intensificação da produção e o aumento de escala são tendências globais. Foi relatada, ainda, a prática de contratação não apenas de suinocultores, mas também produtores de grãos e que a maioria dos países têm programas de apoio à suinocultura ou subsídios para a atividade.

A InterPIG envolve instituições de pesquisa, associações de representação, órgãos públicos e empresas de consultoria dos principais países produtores de carne suína. O objetivo é desenvolver e implantar uma metodologia padronizada de cálculo dos custos de produção, além de comparar os índices técnicos, os preços e os custos de produção dos participantes e apoiar estudos de competitividade entre os países.

A rede é articulada a distância e promove um encontro anual. O deste ano aconteceu em Mataró, na Espanha, e teve a participação de representantes da Alemanha (ISN e vonThünen Institut), Áustria (VLV), Bélgica (Boerenbond e Landbouw en Visserij), Canadá (Saskpork), Dinamarca (Landbrug & Fodevarer e VSP), Espanha (SIP Consultors), Estados Unidos (Iowa State University), Finlândia (Atria PLC), França (IFIP), Holanda (LEI/Wageningen), Hungria (AKI), Irlanda (Teagasc), Itália (CRPA), Reino Unido (BPEX), República Tcheca (ÚZEI) e Suécia (Svenska Pig). O Brasil participa desde 2008 representado pela Embrapa Suínos e Aves, unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A CIAS também disponibiliza em seu site os resultados das reuniões anuais da InterPIG desde 2011, referentes aos custos de produção mundiais de 2010.

Fonte: Embrapa