Soja

Em 5 anos produção de soja no Centro-Sul de MT cresce 71%

11/03/15
A região Centro-Sul de Mato Grosso tem se destacado pela viabilidade na produção de grãos, com produtividade semelhante ao Médio-Norte, que tradicionalmente reúne o maior volume de soja e milho do Estado. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) a expectativa para o ciclo atual é de que os agricultores do Centro-Sul colham 2,01 milhões de toneladas da oleaginosa, 71% a mais que na safra 2009/10, com média de 52,5 sacas por hectare, apenas 0,6 a menos que a produtividade esperada para o Médio-Norte.

Para o delegado da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja/MT), Reck Júnior, o crescimento na produção tem sido uniforme no Estado devido a utilização das áreas degradadas. “Os pecuaristas estão realizando no Mato Grosso casamentos perfeitos com a agricultura, conseguindo diminuir custos e aumentando o potencial nutritivo do solo”, afirma. “Além de contribuir com o avanço na produção de grãos, diminuem custo na nutrição do rebanho e aumentam a lotação de animais por hectare em até 8 cabeças”, enfatiza o delegado da Aprosoja.

Em Cáceres o diretor do Grupo Nelore Grendene, Ilson Correa, a partir da safra atual passou a administrar a integração lavoura-pecuária e substituiu cerca de 1.100 hectares de pastagem pelo cultivo de soja.  “Nosso objetivo é ampliar cerca de mil hectares por ano, aproveitando e melhorando o potencial nutritivo do solo”, destaca Correa. O Grupo investiu em quatro variedades do grão e calcula média de produtividade de 50 sacas por hectare. “Por ser o primeiro ano da agricultura, consideramos o volume positivo, mas com o passar dos anos e identificação das melhores variedades para região vamos melhorar os números e tornar o Centro-Sul referência em grãos, assim como é na pecuária”.

O município de Cáceres responde atualmente pelo cultivo de cinco mil hectares de soja em Mato Grosso e de acordo com o Sindicato Rural do município a tendência é alavancar o consórcio com a pecuária e impactar positivamente na geração de empregos e renda para a região.

A colheita na Fazenda Ressaca, do Grupo Nelore Grendene, iniciou em 26 de fevereiro e finalizará no dia 31 de março, com apresentação dos resultados da safra regional durante o II Encontro Técnico da Soja e do Milho na Região Sudoeste de MS. A programação do Dia de Campo inclui visitas técnicas a estações de cultivo de grãos e apresentação de painéis com profissionais da Aprosoja/MT, Embrapa, IFMT e UNEMAT. O evento tem apoio da Prefeitura Municipal de Cáceres e é realizado pela Nelore Grendene e Sindicato Rural de Cáceres. Mais informações (65) 3323-2111.

Agrolink com informações de assessoria