Sanitário

Edema Maligno

Sintomas:
É uma toxemia aguda e fatal que pode afetar várias espécies animais de exploração pecuária. Os sintomas incluem anorexia, febre alta, edema localizado em locais que tenham sofrido injúrias (feridas cirúrgicas ou não, vacinações sem assepsia mínima, injeções intramusculares, parto, cordão umbilical). O edema se caracteriza por áreas com aumento de volume de aspecto pastoso ao toque, que evoluem rapidamente para outras áreas próximas. Acúmulo de gases não é comum. A taxa de mortalidade é elevada e a doença evolui-se em 2 a 3 dias. Os cadáveres revelam gangrena na pele das áreas acometidas, edema subcutâneo, hemorragias nas subserosas. A musculatura nessas áreas mostra-se de coloração castanho escura a enegrecida.

Agente:
Clostridium septicum, C. sordellii, C. novyi. O C. septicum é encontrado no solo e conteúdo intestinal dos animais (inclusive o homem). A infecção ocorre através da contaminação de feridas com terra ou fezes, uso de seringas e agulhas não esterilizadas e assepsia durante injeções.

Espécies:
Bovinos, Ovinos, Caprinos, Equinos e Suinos.

Problemas e Perdas:
Doença com alto índice de mortalidade.

Diagnóstico:
Consulte o Médico Veterinário. Ele é o profissional certo para diagnosticar, receitar e tratar dos seus animais.

Prevenção:
Vacinação com SINTOXAN POLIVALENTEou SINTOXAN POLIVALENTE T à partir de 2 semanas de idade em filhos de mães não vacinadas ou de 8 semanas de idade em filhos de mães vacinadas. Todo animal primovacinado, idependentemente da idade, deverá receber uma segunda dose de reforço entre 3 e 4 semanas após a primeira. Revacinações anuais.

Tratamento:
Tratamento com antibiótico de amplo espectro, como TETRADUR LA 300, é indicado no início da doença. Injeções peri-focais aos locais das lesões com Penicilina podem minimizar o alastramento da lesão.

Merial do Brasil

Fonte:  http://www.portalruralsoft.com/manejo/manejoExibe.asp?id=28