Notícias

Diversificação e agroindústria para dobrar faturamento

04/03/2015

Na manhã desta terça-feira (03/03), o presidente da Copacol, Valter Pitol, fez uma explanação sobre os projetos de expansão da Cooperativa. No auditório da sede do Sistema Ocepar, em Curitiba, o dirigente falou aos funcionários da entidade a respeito dos investimentos em agroindústria e os resultados da diversificação, que abrem novas oportunidades de renda a milhares de associados.

Fundada em 1963, com sede em Cafelândia, Oeste do Paraná, a Copacol tem 5.184 cooperados e 8.350 funcionários. Em 2014, a cooperativa teve um faturamento superior a R$ 2,5 bilhões.
Planejamento estratégico – Pitol informou detalhes a respeito do planejamento estratégico Copacol, que tem por objetivo fazer a cooperativa dobrar sua movimentação econômica até 2018, faturando R$ 4 bilhões.

Para alcançar essa meta, o foco é ampliar a produção dos cooperados e a industrialização dessas matérias-primas. “Trabalhamos para ser referência como uma das melhores cooperativas agroindustriais do Brasil. Nossa filosofia é investir em diversificação para criar e dar sustentação a novas oportunidades de renda aos cooperados. O objetivo primordial é melhorar a qualidade de vida dos produtores, para que eles permanecem no campo com rentabilidade e perspectivas de crescimento econômico e social”, afirmou.

Acompanharam a apresentação de Pitol, o vice-presidente da Copacol, James Fernando de Morais, e o superintendente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken.

Diversificação – A Copacol atua nos setores de avicultura, suinocultura, piscicultura, grãos e rações. Foi a pioneira na atividade avícola entre as cooperativas do Paraná, e atualmente abate mais de 500 mil frangos/dia, produção com presença nos supermercados brasileiros e que é também exportada para 40 países. Na área de peixes, processa 40 toneladas de tilápia/dia; no segmento grãos, a cooperativa recebe 900 mil toneladas/ano; na suinocultura, entrega 18 mil animais/mês à central cooperativa Frimesa, que também recebe de cooperados da Copacol 9 milhões de litros de leite ao ano. “Atuamos numa região de pequenos produtores e por essa razão investimos de forma constante na diversificação, dando sustentação às diferentes atividades no campo. Mesmo atuando em pequena propriedade, o produtor precisa ter oportunidades e bons rendimentos”, frisou Pitol.

Agroindústria – De acordo com o dirigente, a Copacol investe na verticalização da produção para dar garantias de comercialização a seus cooperados. “Para ter competitividade, é preciso um trabalho constante na melhoria da qualidade de produtos e serviços. Se os preços das commodities se mantiverem estáveis, temos plena segurança de que vamos alcançar as metas do planejamento, dobrando o faturamento da cooperativa até 2018”, concluiu.

Fonte: Ocepar