Catálogos técnicos e de produtos

Desenvolvimento da mamoneira com diferentes níveis de calagem em um Latossolo Vermelho-Amarelo compactado – DOI: 10.5039/agraria.v5i2a489

Antônio Henrique Cardoso Nascimento, Ananias Pinto Queiroz, Saulo Oliveira Lima, Clayton Moura Carvalho, Hernandes Oliveira Feitosa, Aline Luz Oliveira

 

Resumo

 

O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento da mamoneira em um Latossolo Vermelho-Amarelo com diferentes doses de calcário. O experimento foi instalado no Campus Universitário de Gurupi da Universidade Federal do Tocantins. O experimento se constituiu de 20 parcelas de 12 m² (4x3m). Os tratamentos se constituíram de cinco níveis de calagem (para elevação da saturação por bases do solo a 50, 60, 70 e 80%) mais a testemunha (sem calagem) e três profundidades, com um delineamento experimental em blocos casualizados. A área foi preparada com antecedência (período seco) para eliminação de plantas daninhas, e a incorporação do calcário foi realizada manualmente nas parcelas, no início de dezembro de 2005. A cultivar utilizada foi a Savana, sendo avaliados: diâmetro do caule, peso de cem sementes com casca, peso de cem sementes sem casca, produtividade, número de cachos por planta, número de frutos por cacho e comprimento do cacho. Em relação ao solo, foi avaliada a densidade do solo e a resistência à penetração. Os tratamentos com 80% e 70% foram superiores aos demais, proporcionando um maior número de cachos por planta. Concluiu-se que a mamoneira apresentou capacidade de penetração, sendo a maior produtividade observada ao nível de calagem de 80%. A densidade do solo não apresentou diferenças entre as profundidades consideradas e nem com os diferentes níveis de aplicação de calcário.

Texto Completo: PDF (Português)

Revista Brasileira de Ciências Agrárias

ISSN (ON LINE) 1981-0997

 

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Universidade Federal Rural de Pernambuco

Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois Irmãos Recife-Pernambuco-Brasil 52171-900

Fone: 558133206051

agrarias@prppg.ufrpe.br

secretaria@agraria.pro.br

Fonte: http://www.agraria.pro.br/sistema/index.php?journal=agraria&page=article&op=viewArticle&path[]=agraria_v5i2a489