Soja

Descartada emergência fitossanitária devido a Helicoverpa armigera no RS

14/01/2014

A Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Sul excluiu a possibilidade de decretar situação de emergência fitossanitária em função dos ataques da lagarta Helicoverpa armigera nas lavouras de soja. A posição foi tomada após avaliação técnica realizada em plantações de soja do Estado.

Porém, se o cenário mudar no decorrer do cultivo, o Governo do Estado pode rever sua postura.

Desde a primeira vez que a lagarta foi confirmada no Rio Grande do Sul, fiscais da Secretaria da Agricultura, junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Embrapa, Emater e outras instituições, trabalham no monitoramento, dispersão, gravidade de ataques e níveis de danos da praga.

Ao contrário de outros estados que decretaram situação de emergência, o RS tem condições climáticas e de cultivo diferenciados, o que pode levar a um comportamento distinto da praga em relação a essas regiões.

Desde o fim de 2013, o Mapa já decretou situação de emergência fitossanitária em função do risco de surto da praga nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Piauí, Bahia e Minas Gerais.

Fonte: Agrolink
Autor: Lucas Rivas