Defensivos

Defensivo biológico revela melhor custo/benefício

04/02/15
A adoção de defensivos biológicos está revelando melhores resultados na relação custo/benefício, aponta com Marcelo Godoy, diretor geral da Simbiose Agro. Segundo ele, ao mesmo tempo em que preservam o meio ambiente, a adoção de práticas sustentáveis no agronegócio estimula a alta produtividade e otimiza investimentos.

“Os produtos biológicos são formulados por agentes de controle isolados na natureza, o que não agride o meio ambiente. Além disso, algumas tecnologias para o controle de pragas possuem um melhor relação custo/benefício quando comparados a alguns agrotóxicos convencionais, resultando em benefício financeiro para o produtor,” explica Godoy.

A Simbiose, com sede em Cruz Alta (Noroeste do Rio Grande do Sul), apostou nessa alternativa e hoje ostenta uma das maiores produções nacionais de produtos a base de fungos e bactérias nativos do solo brasileiro. De acordo com os fabricantes, a efetividade dos produtos – entre eles inoculantes, inseticidas e fungicidas biológicos – está sendo comprovada por inúmeros estudos técnico-científicos tanto em laboratórios como na lavoura.

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems