Pecuária

Custos tornam produção de frangos atividade economicamente insustentável

Publicado em 16/05/2016

Ainda que o frango vivo venha sendo remunerado, no momento, por valores até 15% superiores à média de maio de 2015, isto não tem o menor significado para o setor produtivo. Porque o custo dos principais insumos do frango está tornando a atividade absolutamente insustentável.

Assim, o farelo de soja – que no semestre novembro/15-abril/16 apresentou redução de preço de quase 25% – teve o comportamento totalmente revertido logo após as notícias da quebra da safra de soja e, agora, alcança cotação mais de 23% superior à de um ano atrás (de R$995/t para R$1.230/t)

Pior, porém, é a situação do milho, o maior fator de custo do frango. Porque, cotado a pouco mais de R$26,00/saca há um ano, só é encontrado hoje (quando é encontrado) pelo dobro do preço. Sim: 100% de aumento em 12 meses.

Os efeitos desses aumentos ficam mais claros quando se contrapõe, nos últimos 13 meses, a evolução de preços do frango vivo com a de um “pacote” contendo três quilos de milho e um quilo de farelo de soja (proporção, aproximada, de uma ração para frangos).

Leia a notícia na íntegra no Avisite

Fonte: Avisite