Sanitário

Cuidados com manejo

Criadores experientes ja conhecem os atalhos para o bom desenvolvimento da criação de caprinos. Para manter a vitalidade e saúde perfeita dos animais é necessario ficar atento a alguns procedimentos no manejo sanitário.

É importante a limpeza e desinfecção das instalações, limpeza diária dos cochos e de vez em quando passar a vassoura de fogo ou desinfetante, ao menos uma vez por ano. Também deve-se trocar periodicamente a cama dos animais e o varrimento das baias deve ser diariamente.

A quarentena para animais adquiridos, isolamento de animais doentes e exames periódicos para doenças infecciosas, como LEPTOSPIROSE, BRUCELOSE, ETC. são de suma importância para manutenção da saúde do plantel.

A separação dos animais por faixa etária deve ser feita da seguinte maneira:  de zero a três meses, de três  a dez meses, fêmeas secas, fêmeas em lactação, fêmeas gestantes, reprodutores e machos jovens não castrados em baias individuais.

Sempre deve-se ter o cuidado durante a ordenha para a prevenção de mastites  nas tetas dos animais.

Evitar sempre a superlotação nas baias.

Evitar a presença de roedores, morcegos, moscas e gatos e manter sempre em dia o quadro de vacinações e vermifugações é básico para manutenção da vitalidade do plantel.

A utilização de material descartável para aplicações é de suma importância. Jamais usar uma mesma agulha para dois ou mais animais.

Os animais com idade inferior a quatro meses não deverão ir ao pasto, somente solário e a rotação de pastagens e pastoreio deve ser apenas em capim com mais de vinte centímetros de altura.

Deve-se ter cuidado com a fêmea gestante efetuando secagem do leite sessenta dias antes da parição, vermifugação apenas entre o final do segundo e início do quarto mês de gestação e alimentação balanceada durante toda a gestação.

Nos cuidados com o recém-nascido deve-se realizar o corte e cura do umbigo imediatamente após ao nascimento, realizar pesagens ao nascimento, trinta, sessenta, noventa e cento e vinte dias, aos sete, doze e vinte e quatro meses de vida.

Deve-se também fazer com que o recém-nascido mame em até seis horas após o nascimento e  a identificação dos animais logo que possível com brincos, coleiras ou tatuador para que não se perca o controle do desenvolvimento individual do animal.

A vermifugação de fêmeas paridas deve ser entre o quinto e décimo quinto dia pós-parto, repetindo após três semanas. Deve ser usados vermífugos a base de ALBENDALOZE, LEVAMIZOLE OU IVERMECTINA.

São esses os cuidados básicos que a voz tonante da experiência do Sr. Totó Flórido indica neste site para aqueles que estão engatinhando na pecuária caprina.

Fonte: http://cabras-e-cabritos.webnode.com/cuidados-com-manejo/