Defensivos

Cresce importação de produtos químicos para agronegócio

24/05/2017

Nos quatro primeiros meses do ano, o Brasil importou US$ 2,8 bilhões de produtos químicos para agronegócio, que incluem fertilizantes, seus intermediários e defensivos agrícolas. Os dados foram divulgados pela Abiquim (Associação Brasileira da Indústria Química), com base em informações do MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços).

Houve aumento de 13,68% no montante adquirido pelo País no exterior na comparação com os US$  2,469 milhões registrados no mesmo levantamento realizado à época em 2016. Os dados constam no Sistema Alice (Análise das Informações de Comércio Exterior), mantido pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior).

Os produtos intermediários para fertilizantes seguem liderando a pauta de importação brasileira de produtos químicos. O País comprou US$ 1,9 bilhão acumulados entre janeiro a abril de 2017, o que representa um expressivo aumento de 28,7% na comparação com os mesmos meses iniciais do ano passado.

Os fertilizantes propriamente ditos somaram US$ 304,25 milhões em compras entre os meses de Janeiro e Abril de 2017. O resultado representa ligeiro aumento de 3,3% sobre as compras do ano passado no mesmo período, quando foram adquiridos US$ 294,1 milhões.

O Brasil importou ainda US$ 563,172 milhões em defensivos agrícolas no mesmo período, sendo US$ 408,477 milhões em produtos formulados e US$ 154,695 milhões em princípios ativos. O acumulado significa decréscimo de 15,71% sobre os US$ 668,079 milhões comprados no exterior nos quatro primeiros meses de 2016.

Fonte: Agrolink