Notícias

Cotrijal promove palestra para produtores multiplicadores de sementes

22/12/2016

Uma lavoura de alta produtividade só é possível com sementes de qualidade. Partindo deste princípio e preocupada em melhorar cada vez mais a eficiência da sua semente, a Cotrijal promoveu encontro com seus produtores multiplicadores de sementes, responsáveis técnicos e colaboradores da Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS). O evento ocorreu na manhã desta quarta-feira (21), na sede da Associação dos Funicionários da Cotrijal, em Não-Me-Toque, com palestra do professor doutor Paulo Dejalma Zimmer.

O presidente da Cotrijal, Nei César Mânica, deu boas-vindas ao grupo e destacou a importância do papel do produtor multiplicador dentro do processo de qualidade de sementes da Cotrijal. “Temos o compromisso de produzir sementes com qualidade diferenciada, para atender toda a comunidade. E o vigor de sementes, assunto da conversa com o especialista, é o novo desafio para elevar a produtividade no campo”. Prestigiaram o evento, além do presidente da cooperativa, o vice-presidente, Enio Schroeder, superintendentes e gerentes.

O superintendente de Produção Agropecuária da Cotrijal, Gelson Melo de Lima, enfatizou que a conversação vem em busca da estratégia que a cooperativa tem, de ser diferenciada em prestação de serviços e qualidade dos produtos. “O insumo mais importante da produção agrícola é a semente, é aí que tudo se inicia. Ou seja, altas performaces na lavoura dependem da qualidade das sementes usadas no plantio. Aproximando esses públicos, que são o elo da cadeia produtiva da semente, para que cada um faça a sua parte, ao final teremos um produto com a qualidade que o mercado exige e o produtor merece”.

Paulo Dejalma Zimmer falou ao grupo sobre vigor das sementes e destacou o ‘check list da produtividade’. “Altas produtividades dependem de melhor genética possível, acúmulo de plantas produtivas por área, maior resposta de cada planta e proteção”.

Ele acrescentou que a construção de uma lavoura com preocupação com itens como a qualidade de semeadura e qualidade de manejo (manejo preventivo dos percevejos, ferrugem e outras doenças do baixeiro), facilitam a gestão da colheita. “A agricultura demanda sementes de altíssima qualidade, que demanda ambiente, conhecimento, tecnologia, controle de qualidade e engajamento. A semente se faz no campo e a lavoura para produção de semente requer um manejo muito mais criterioso”.

As colaboradoras do Laboratório de Análises de Sementes, Adriana Guadagnin e Débora Müller, sob o comando da gerente de Produção de Sementes, Claudia Moi Soares Rother, explicaram o processo de controle de qualidade que ocorre na Cotrijal. Outro encontro no mesmo formato com produtores acontecerá em fevereiro, sobre regulagens de colheitadeiras – quesito que também interfere diretamente na qualidade final da semente.

Fonte: Cotrijal