Notícias

Cooperativas recebem resfriadores de leite

Cuiabá (30/1) – Mato Grosso foi contemplado com 104 resfriadores de leite, com capacidade de mil litros cada. Os equipamentos irão beneficiar a 24 municípios, pois chegam num momento em que a cadeia produtiva do leite vem se expandindo. Mato Grosso, em dezembro de 2008, produzia 1,7 milhão de litros/dia, atualmente, já ultrapassa três milhões de litros/dia e ocupa a posição do 8º maior produtor do Brasil.

Segundo o coordenador da Cadeia Produtiva do Leite da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), o médico veterinário Carlos Guilherme Dorilêo Leite, “a expectativa é de alcançar um volume de cinco milhões de litros, nos próximos três anos”.

Parte dos resfriadores foi entregue no final de 2014 a seis municípios, que receberam 25 resfriadores; os demais equipamentos serão destinados a outros 18 municípios. Esses novos equipamentos vão contribuir com o aumento de volume do produto para comercializar, “pois os produtores poderão armazenar o leite, vender um volume maior e, assim, ter mais dinheiro no bolso”, fala Dorilêo.

Dorilêo explicou que o critério usado para a distribuição dos resfriadores “foi técnico e voltado às regiões que já são produtoras de leite ou àquelas que tenham a sua matriz econômica exaurida e que estejam próximas das cooperativas, em função de seu corpo técnico montado e a parte de logística já toda organizada”.

O Sistema OCB/MT tem uma parceria antiga com a Sedraf e outras instituições governamentais, como a Embrapa, que auxiliam no desenvolvimento das cooperativas. Nesse processo o Sistema Cooperativista de Mato Grosso criou o Programa Leite a Pasto – Educação Continuada – cuja proposta é desenvolver o conhecimento estratégico, a qualificação técnica dos gestores e seus cooperados. Foram identificadas 32 cooperativas de leite, sendo que 14 possuem unidade industrial.

Fonte: Assimp Sistema OCB/MT