Notícias

Cooperativas estão entre as maiores exportadoras brasileiras de 2014

Dados foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

As cooperativas Copersucar e Coamo estão na lista das maiores exportadoras brasileiras de 2014 segundo dados divulgados nesta quinta (22/1) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Ocupando a 30º e 37º colocações, respectivamente, as duas cooperativas agropecuárias exportaram juntas US$ 2,2 bilhões no último ano.

O MDIC também fez um levantamento regional e, mais uma vez, as sociedades cooperativas se destacam. Elas estão entre as maiores exportadoras de quatro das cinco regiões do país. No estado do Paraná, a participação do cooperativismo nas exportações é ainda maior: das 40 maiores exportadores paranaenses em 2014, oito são cooperativas. Considerando todas as unidades da federação, elas aparecem na listagem das empresas líderes em exportação de 14 estados.

Perfil das exportações do setor cooperativista
Em 2014, 223 unidades cooperativas (matrizes e filiais) exportaram para 125 países. A maioria delas (218), do ramo agropecuário, exportou até US$ 1 milhão. Entre os estados, o Paraná foi o que reuniu o maior número de cooperativas exportadoras em 2014: 77 no total.

Demonstrando amplitude do alcance a mercados, os principais destinos dos produtos cooperativistas brasileiros foram a China, Estados Unidos e Países Baixos. No ano passado, cooperativas de 19 estados exportaram.

Apoio às exportações
Um dos objetivos do Planejamento Estratégico do Sistema OCB é o acesso das cooperativas a novos mercados. A Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) estimula e apoia a inserção do cooperativismo no comércio internacional, contando com ferramentas de divulgação como oCatálogo Brasileiro de Cooperativas Exportadoras,divulgado anualmente. A publicação, disponível em sete idiomas, é amplamente divulgada no exterior. O Sistema OCB articula ainda a participação de cooperativas em feiras internacionais de comércio, missões empresariais, visitas técnicas e rodadas de negócio.

Fonte: OCB