Notícias

Coopatrigo promove encontros técnicos sobre controle de pragas e doenças

Com o objetivo de levar informações aos seus associados sobre os principais manejos de controle das pragas e doenças na cultura da soja, a Coopatrigo está provendo um roteiro de reuniões técnicas em toda a sua área de abrangência.

A reuniões estão à cargo do Engenheiro Agrônomo Marcos Pìlecco, que é o coordenador técnico da cooperativa. Segundo ele, como o clima está bom para o desenvolvimento da lavoura, também está propício para o surgimento de pragas e doenças e por isso o produtor precisa ficar atento.

Sobre as pragas, Pilecco está transmitindo aos associados que primeiramente eles necessitam identificar qual praga está atacando a sua lavoura, para definir qual produto utilizar. “Um das preocupações do momento é com a lagarta “falsa medideira”, que é uma praga de difícil controle e não podem ocorrer descuidos, caso contrário os prejuízos serão significativos”, afirmou o engenheiro agrônomo.

Com relação às doenças, Marcos Pilecco disse que a receita é única: a proteção da planta, através da aplicação preventiva de fungicidas. O clima úmido e quente é favorável especialmente à ferrugem e o produtor necessita manter a sua planta protegida fazendo aplicações com intervalo de aproximadamente 15 dias para não deixar a doença se instalar, pois o controle curativo não existe.

Como o tempo está chuvoso o período para aplicações nas lavouras não está sendo muito grande e por isso o produtor não pode errar e aproveitar ao máximo as brechas que estão ocorrendo, seguindo as recomendações técnicas como horários de aplicações, umidade relativa do ar, temperatura e principalmente a ordem de colocação dos produtos no pulverizador que fazem uma diferença enorme na manutenção do produto em sua forma líquida.

Fonte: Coopatrigo