Notícias

Coopatrigo e Sindicatos de Trabalhadores debatem a atividade leiteira

No último dia 19 de março a regional missões 2, que é composta pelos Sindicatos de Trabalhadores Rurais da região esteve participando de um importante encontro desenvolvido na sede administrativa da Coopatrigo.

O encontro foi solicitado pelos dirigentes sindicais com o objetivo de se iniciar um trabalho conjunto, envolvendo a Coopatrigo que é a principal empresa que trabalha com o recolhimento de leite na nossa região, no sentido de que os pequenos produtores não sejam excluídos desta atividade que vem sofrendo grandes transformações.

Aguinaldo Barcelos, presidente da Regional Missões explicou as preocupações que existem, dizendo que muitos produtores já estão parando com esta atividade e que isto é um problema social já que o leite é a única atividade que permite uma renda mensal e por consequência a subsistência dos agricultores familiares em suas propriedades.

A situação está se agravando porque as exigências por qualidade cada vez estão maiores e agora as empresas estão o querendo parar com o recolhimento em propriedades que tenham menos de 50 litros/dia.

O presidente da Coopatrigo Ivo Batista que recebeu os sindicalistas juntamente com o superintendente Luiz Flávio Oliveira e o responsável pelo setor leiteiro, Roberto Mallmann disse que esta preocupação é muito válida, mas é importante todos terem a consciência de que as fraudes detectadas neste setor estão provocando este aumento na rigidez dos controles, principalmente na qualidade do leite e os produtores precisam se adequar para terem rentabilidade na atividade.

Neste sentido o presidente da Coopatrigo disse que a cooperativa é aliada dos sindicatos na realização de um trabalho que envolva também a Emater, no sentido de que os produtores melhorem seus padrões de qualidade nas propriedades, efetuando a correção dos solos, implantando pastagens de qualidade e cuidando da higienização dos seus equipamentos, o que resultará  na qualidade desejada e consequente aumento de produção.

Ivo Batista também disse que é importante chamar as prefeituras para este debate, principalmente no sentido de melhoramento das estradas do interior e também os acessos as propriedades que provocam grandes transtornos no recolhimento do leite.

No encontro ficou acordado que será formada uma comissão de trabalhos que irá aprofundar estas discussões para propor ações conjuntas que possam ser desenvolvidas para ajudar os produtores a resolverem estes problemas.

Fonte: Coopatrigo