Pecuária

Convênio da Sead beneficia produtores do MS com ordenhadeiras

06/12/2016

Agricultores familiares do Mato Grosso do Sul receberam, nesta segunda-feira, ordenhadeiras para incrementar a produção de leite em 29 municípios. Por meio de convênio entre a Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário (Sead) e o Governo do Estado foram investidos R$ 900 mil na aquisição de 131 equipamentos de ordenha mecânica. O primeiro lote foi entregue durante evento no Centro de pesquisa da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), em Campo Grande.

Segundo o delegado Federal Dorival Betini, da Delegacia Federal da Sead no Mato Grosso do Sul (DAFDA-MS), o equipamento vai ser essencial para modernizar a produção de leite na região, atualmente na casa de 1,5 milhão de litros. “Nós temos uma bacia leiteira muito forte. A ordenhadeira é uma máquina que auxilia o produtor, pois pode aumentar a produção do leite e diminuir o trabalho da mão de obra. Ele está mecanizando a retirada do leite”.

Graças ao convênio, o diretor-presidente da Agraer, Enelvo Felini, aposta num aumento da produção em cerca de 15 por cento ao ano. “Com esse maquinário, nós vamos melhorar a vida no campo, os produtores vão permanecer no campo, vão ganhar mais dinheiro. Não tenho dúvida que isso melhora a produção e a produtividade do Mato Grosso do Sul”.

Agraer e DAFDA-MS acreditam que os recursos do convênio serão suficientes para comprar mais ordenhadeiras do que previsto incialmente, contemplando mais famílias.  “É difícil para o agricultor tirar 100 litros de leite por dia na mão. Nós temos de profissionalizar eles. Com a ordenhadeira, vai sobrar 70 por cento do tempo que ele gastaria, além de ter um leito de mais qualidade”, afirma Enelvo Felini.

O produtor Antônio Coelho, de 49 anos, mora com a mulher no município de Rochedo e foi um dos beneficiados. Ele conta que é o responsável por tirar todo o leite produzido na propriedade, 100 a 120 litros por dia. “Vai ajudar muito. Agente ordenha tudo na mão. Eu, que trabalho sozinho, agora vou fazer bem mais rápido. Foi muito bom a gente ter conseguido”, comemorou o produtor.

De acordo com a Agraer, as ordenhadeiras vão beneficiar produtores em 29 municípios: Anastácio, Aquidauana, Nioaque, Bandeirantes, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Nova Alvorada do Sul, Rochedo, Sidrolândia, Terenos, Camapuã, Rio Negro, Costa Rica, São Gabriel do Oeste, Dourados, Glória de Dourados, Rio Brilhante, Vicentina, Iguatemi, Itaquiraí, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã, Aparecida do Taboado, Cassilândia, Paranaíba, Selvíria e Três Lagoas.

Fonte: Portal do Ministério do Desenvolvimento Agrário
Autor: Juliana Andrade