Milho

Continente africano está sob suspeita de aparecimento de uma das pestes agrícolas mais temidas do mundo

Publicado em 03/02/2017

Uma suspeita de surto da lagarta Spodoptera exempta, uma das pestes agrícolas mais temidas do mundo, está causando “danos consideráveis à agricultura” no continente africano, sobretudo na Namíbia e em Moçambique, despertando a atenção da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

Outros casos suspeitos também apareceram em países como a Zâmbia, o Zimbábue, Malawi e África do Sul.

Essas pragas apareceram depois de uma seca provocada pelo El Niño, que queimou grande parte da região no ano passado, deixando milhões de pessoas em necessidade de ajuda alimentar.

Os países com o surgimento confirmado da praga pode enfrentar banimentos de importações de produtos agrícolas, porque a Spodoptera exempta é classificada como uma peste de quarentena, que tem preferência por milho, o alimento mais consumido a nível regional.

Em Malawi, onde 6,5 milhões de pessoas estão dependentes de ajuda alimentar até a colheita deste ano, em março, a praga se espalhou para todos os 28 distritos do país, o que ameaça a qualidade e a quantidade do milho colhido.

Essas pragas são conhecidas por destruir 90% da cultura que é infestada por elas. A FAO disse que uma reunião de emergência será realizada de 14 a 16 de fevereiro para encontrar respostas para este caso de emergência.

A propagação da praga pode se assimilar aos casos de gripe aviária, que se espalharam rapidamente pela Europa.

No entanto, o país ainda investiga se a espécie se trata mesmo da Spodoptera exempta, que é mais difícil de detectar e de erradicar do que as outras lagartas.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Agriculture.com