Soja

Cone-Sul amplia participação no mercado da soja em 2013/14

22/10/13
As chuvas que atingiram as principais zonas agrícolas dos Estados Unidos na última semana reduziram o ritmo da colheita de milho e soja observado no período imediatamente anterior. Submeteram os produtores à marcha lenta que caracteriza a etapa final do ciclo 2013/14.

O relatório que marca o retorno dos trabalhos de monitoramento de safra do Departamento de Agricultura dos EUA (Usda) – suspensos por três semanas devido à crise política e orçamentária do país – apontou ontem que 39% das lavouras de milho foram colhidas até a véspera, ante 85% registrados na mesma época do ano passado e 53% na média de cinco anos. A soja, por sua vez, atingiu 63%, ante 79% cravados em 20 de outubro de 2012 e 69% na média de cinco anos para essa mesma data.

As lavouras em pé têm uma proporção maior de áreas em boas condições, na comparação com o último relatório do Usda, de 30 de setembro, quando metade das plantações era considerada ruim ou muito ruim. Na soja e no milho, 86% são consideradas regulares a excelentes. Só 10% são ruins e 4% muito ruins atualmente.

Demanda

US$ 13 por bushel foi a cotação da soja para os contratos de novembro no fechamento de ontem na Bolsa de Chicago, com aumento de 12 pontos diante da demanda global reanimada pela China. O milho ganhou 2 pontos e fechou em US$ 4,44/bu nos contratos de novembro.

Fonte: Gazeta do Povo Online