Reprodutivo

Condição corporal ao parto e concentração plasmática de colesterol e lipoproteína de alta densidade de cabras no início da lactação

Laura Emilia Panelli Martins1, Larissa Pires Barbosa2, Marcelo Teixeira Rodrigues3, José Domingos Guimarães4, Ciro Alexandre Alves Torres5, Giovanni Ribeiro de Carvalho6, Américo Fróes Garcez Neto7, Thadeu Mariniello Silva1

Resumo: Objetivou-se avaliar a influência da condição corporal ao parto nas concentrações plasmáticas de colesterol e lipoproteína de alta densidade (HDL) de cabras no início da lactação. Foram utilizadas 68 cabras distribuídas em três tratamentos: Tratamento 1: cabras com escore da condição corporal (ECC) entre 1,00 a 2,75; Tratamento 2: cabras com ECC entre 2,75 a 3,5 e Tratamento 3: cabras com ECC entre 3,5 a 5,00. As fêmeas foram submetidas à coleta de sangue ao parto e semanalmente até a oitava semana pós-parto, para determinação da concentração plasmática de colesterol total e HDL. A concentração plasmática de colesterol total não apresentou diferença significativa entre os tratamentos durante o referido período, apresentando aumento gradativo pós-parto, com concentração média de 110,84 mg/dL. Não se observou também diferença significativa no que tange os valores médios das concentrações plasmáticas de HDL, com concentração média de 55,17 mg/dL. Podendo-se, desta forma, concluir que a condição corporal de cabras, ao parto, não influenciou a concentração plasmática de colesterol total e HDL.

Palavras-chave: caprinos, metabólitos, pós-parto

Body condition score at birth on the blood concentration of cholesterol and high density lipoprotein of goats in early lactation

Abstract: To study the effect of body condition score (BCS) at birth on blood concentration of cholesterol and high density lipoprotein (HDL) of alpine goats in early lactation, sixty-eight females were distributed between three treatments: Treatment 1: goats with BCS between 1.00 and 2.75; Treatment 2: goats with BCS between 2.75 and 3.50, and Treatment 3: goats with BCS between 3.5 and 5.00. The animals had the blood collected at birth, and weekly up to the eighth week postpartum to determine the total cholesterol and high density lipoprotein concentration. The total cholesterol concentration did not show significant difference between treatments. In general, the cholesterol presented a gradual increase after birth, with a mean concentration of 110.84 mg/dL. It was not found significant difference on the mean values of cholesterol between treatments (55.17 mg/dL). Body condition score of goats at birth does not affect the blood concentration of cholesterol and HDL.

Keywords: goats, metabolites, post-partum

  1. Estudante do Mestrado em Ciência Animal dos Trópicos da UFBA, Salvador-BA. E-mail: laura_panelli@yahoo.com.br, mariniello82@yahoo.com.br
  2. DS – Escola de Medicina Veterinária da UFBA, Salvador-BA. E-mail: lpires73@yahoo.com.br
  3. PhD – Departamento de Zootecnia da UFV, Viçosa-MG. E-mail: mtrodrig@ufv.br
  4. DS – Departamento de Veterinária da UFV, Viçosa-MG. E-mail: jdguima@ufv.br
  5. PhD – Departamento de Zootecnia da UFV, Viçosa-MG. E-mail: ctorres@ufv.br
  6. DS – Departamento de Zootecnia da UFV, Viçosa-MG. E-mail: giovanni@ufv.br
  7. DS – Escola de Medicina Veterinária da UFBA, Salvador-BA. E-mail: americo.garcez@vicosa.ufv.br

Fonte: http://www.abz.org.br/publicacoes-tecnicas/anais-zootec/artigos-cientificos/reproducao-melhoramento-animal/4810-Condio-corporal-parto-concentrao-plasmtica-colesterol-lipoprotena-alta-densidade-cabras-incio-lactao.html