Soja

Conab contesta informação apurada pela Aprosoja Piauí sobre erro na safra de soja do estado

Publicado em 12/05/2016

Em entrevista ao Notícias Agrícolas no último dia 11/05 o representante da Aprosoja PI, Altair Fianco, diz que são 325 mil toneladas de soja a menos que as divulgadas no 8º levantamento da Safra de Grãos divulgado pela Conab

Com relação à matéria “Conab erra projeção para a safra de soja do Piauí em 325 mil toneladas”, publicada ontem (11) pelo site Notícias Agrícolas, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) esclarece:

Não houve, por parte da Companhia, revisão de números referentes à previsão de safra de grãos no Piauí. As informações oficiais são as que constam no Boletim de Acompanhamento de Safras da Conab – 8º Levantamento da Safra de Grãos 2015/2016, divulgado na última terça-feira (10) e disponível no site da Companhia.

Na ocasião do 8º levantamento, cerca de 50% da soja havia sido colhida, com expectativa 90% até o fim de abril. Deve-se ressaltar que é necessário aguardar o término da colheita da soja para medir com precisão a produtividade a ser alcançada, uma vez que as últimas variedades colhidas (ciclo tardio) têm um potencial produtivo maior, o que pode compensar perdas que porventura ocorreram em variedades de ciclo precoce. Houve problemas climáticos na região durante o ciclo da cultura e a Conab tem acompanhado esses impactos com a devida atenção, como demonstrado no quado abaixo.

Nota Conab

A colheita do milho primeira safra ainda não havia iniciado no momento do 8º levantamento, uma vez que seu plantio é mais tardio em relação a soja. O calendário de colheita previsto para o período é de maio a agosto e é necessário aguardar o início da colheita, acompanhando o desenvolvimento fenológico da cultura, para avaliar se houve impacto climático, problemas fitossanitários e/ou ataques de pragas em cada um dos estádios da cultura, mensurando o possível efeito na produtividade alcançada.

Abaixo segue o acompanhamento do índice de vegetação das lavouras no sudoeste piauiense. É possível perceber que a safra atual está abaixo da anterior e da média dos último seis anos. Considerando as duas culturas mais relevantes nesta região (soja e milho primeira safra), o balanço é de uma queda de 13,6% na produtividade em relação à safra anterior, corroborado pelos dados de satélite.

Nota Conab 2

Nota Conab 3

Como o plantio do milho 2º safra no Piauí ocorre de fevereiro a abril, o método da Conab prioriza a informação estatística até o momento em que as informações de produtividade sejam apuradas nos trabalhos de campo e no monitoramento agrometeorológico e espectral, de acordo com o desenvolvimento fenológico das culturas.

Sendo assim, não havia elementos agronômicos para alteração da estimativa na última divulgação. Em maio, técnicos da Companhia devem se deslocar à campo para avaliação das condições das culturas de acordo com o cronograma estabelecido no início de cada ano civil.

A Conab realiza acompanhamento e avaliação da safra de grãos há 40 anos. Sua postura é pautada no profissionalismo, prudência e isenção, o que reflete na credibilidade da Companhia perante o mercado interno e externo, produzindo informações relevantes para a agricultura.

» Veja a entrevista em que o diretor da Aprosoja Piauí, Altair Fianco contesta os dados da Conab

Fonte: Conab