Tire suas Duvidas

Como funciona a tecnologia que permite a economia de até 90% da água consumida na pós-colheita de café ?

Desenvolvido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Sistema para Limpeza de Águas Residuárias (SLAR) está disponível para o público que visitar a AgroBrasília até o próximo sábado, 21 de maio. A quarta edição da feira da capital federal apresenta inovações tecnológicas utilizadas nas lavouras do cerrado brasileiro.

A técnica consiste em um sistema de limpeza das águas residuais resultantes do processamento de frutos do cafeeiro. Essa água contém resíduos sólidos e alta carga orgânica com potencial de poluir o meio ambiente. O sistema remove esses resíduos e permite que a água seja reutilizada em novo processamento de frutos ou direcionada à fertirrigação da cultura. Além disso, os resíduos sólidos retirados podem ser empregados na produção de adubos orgânicos.

O benefício direto da tecnologia para o produtor é a redução dos gastos com água na pós-colheita, que pode chegar a uma economia de 90% do consumo. A inovação também promove a preservação ambiental, dando um destino ambientalmente correto para as águas carregadas de resíduos orgânicos. Com baixo custo de instalação e manutenção, o SLAR pode ser utilizado por produtores de pequeno, médio e grande porte.

Fonte: revistacafeicultura