Tire suas Duvidas

Como evoluiram as espécies de trigo?

As espécies de trigo evoluiram a partir de cruzamentos naturais que ocorriam raramente, entre as espécies ancestrais e inços, nas lavouras primitivas. À medida que o trigo se modificava genéticamente , tornando-se mais produtivo e adaptado a novas condições ecológicas, também as populações cresciam e ocupavam novos espaços. O trigo de panificação, Triticum aestivum L. é a espécie hoje mais cultivada em quase todo o planeta, da qual são conhecidas mais de 20 mil variedades. Seu genoma, ou seja, o conjunto de informações genéticas que comandam a construção da planta e caracterizam a espécie, tem uma peculiaridade especial: nas suas células, coexistem os genomas de três espécies primitivas diferentes, resultantes das hibridações naturais, o que confere excepcional capacidade de  adaptação às mais variadas condições ecológicas.

 

Fonte: Embrapa Trigo

Maria Irene Baggio
Pesquisadora da Embrapa Trigo, Passo Fundo, RS