Soja

Com quase 160 milhões de toneladas, previsão da Conab é de safra recorde de grãos

Apesar do excesso de chuva em grandes regiões produtoras no mês de março, a safra de grãos 2010/2011 deve chegar a 157,4 milhões de toneladas, de acordo com levantamento da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), divulgado hoje (6). O número é 5,5%, ou 8,2 milhões de toneladas, maior que o recorde atingido na safra, de 149,2 milhões de toneladas de grãos.

Em relação à pesquisa anterior, houve uma elevação de 2,1%, ou 3,2 milhões de toneladas. A área cultivada também se ampliou em 3,9%, ou 1,8 milhões de hectares, chegando a 49,2 milhões de hectares plantados.

Os prejuízos, principalmente a produtores de Mato Grosso do Sul, causados pelo grande volume de chuva em março – que também teve consequências pontuais em algumas regiões de Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais e São Paulo –, foram compensados pela ampliação da área de cultivo de algodão, feijão, soja e arroz. Segundo a Conab, no entanto, o excesso de umidade atrapalhou a colheita da soja e prejudicou a qualidade do produto, causou podridão do baixeiro (parte inferior da planta) em algumas lavouras de algodão 1ª safra e atrasou a finalização do plantio do milho-safrinha.

Influenciada pelos preços recordes no mercado internacional, a área plantada com algodão cresceu 62,9% (835,7 mil hectares) em relação à safra 2009/2010. Por isso, a Conab acredita que, enquanto no ciclo anterior foi produzido 1,2 milhão de toneladas de pluma, a colheita deste ano pode chegar a 2 milhões de toneladas.

A soja, principal item do agronegócio na pauta de exportações, deve ter aumento de área em 2,3%, chegando a 24,2 milhões de hectares plantados com o grão. Com isso, a previsão da Conab é que a produção cresça 5,2%, chegando a 72,2 milhões de toneladas. Sua colheita já está em fase final nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e do Paraná, entre os maiores produtores.

O levantamento foi feito entre os dias 21 e 25 de março por 68 técnicos da Conab que colheram dados com representantes de cooperativas e sindicatos rurais, e de órgãos públicos e privados nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste, e em uma parte da região Norte.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) também divulgou hoje, no Rio de Janeiro, nova estimativa para a safra de grãos. Segundo o instituto, devem ser colhidos 155,6 milhões de toneladas, superior à safra recorde de 149,7 milhões de toneladas de 2010.

A diferença entre os dados divulgados pelo IBGE e pela Conab se deve aos períodos avaliados. O instituto analisa a colheita de janeiro a dezembro, enquanto a Conab se baseia no ano-safra, que vai de agosto a julho.

Fonte: Campo Grande News

http://www.portaldoms.com.br/noticias/13464