Milho

Com chuva e geada, milho de inverno supera recorde no Paraná

22/08/13
Colheita ainda deve render 10,6 milhões de toneladas, conforme o Deral

As estimativas da quebra climática lançadas na última semana pela Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab) mostram que o frio de julho consumiu 2 milhões de toneladas de grãos no Paraná. Perto da metade desse volume é de milho, cuja safra de inverno sofreu também com chuvas em excesso (além das geadas). Ainda assim, os números apontam uma produção recorde, de 10,6 milhões de toneladas do cereal, segundo o Departamento de Economia Rural (Deral) da Seab. Os técnicos avaliaram que o plantio antecipado reduziu as perdas a 8%. Tradicionalmente, quando mais tardio o cultivo, maior o impacto das geadas. Quem plantou cedo sentiu mais a influência das chuvas de junho, que comprometeram a qualidade dos grãos.