Cientistas americanos conhecem trabalho da Coopermil

Na última semana 15 cientistas norte-americanos da Monsanto, acompanhados de 20 pesquisadores brasileiros, visitaram a Coopermil em Santa Rosa. A ideia era conhecer o funcionamento do sistema cooperativo brasileiro e as técnicas aplicadas no campo.

Na Coopermil observaram a atuação direta com os seus associados e o trabalho técnico desenvolvido com os produtores.

O gerente técnico da Coopermil, Sergio Schneider e Dirceu Gassen, gerente técnico da Cooplantio, apresentaram o trabalho desenvolvido pela Cooperativa no controle de pragas de solo na cultura do milho, especialmente a diabrótica, por meio do desenvolvimento da tecnologia da aplicação de defensivo no sulco de plantio.

No trabalho desenvolvida na região, os cientistas se interessaram em compreender principalmente como o trabalho desenvolvido por eles chega ao campo e quais resultados são obtidos pelos agricultores. Um dos principais recursos aplicados localmente é a utilização da tecnologia BT nos híbridos de milho produzidos pela Monsanto, para controle da lagarta do cartucho do milho e que já estão disponíveis para os produtores.

Ainda nesta parceria da Coopermil com a Monsanto, está sendo testada na Área de Validação de Pesquisas da Coopermil e em propriedades da região, a tecnologia de híbridos de milho resistentes ao dano da larva de diabrótica.

Segundo o Presidente da Coopermil, Sr. Joel Antonio Capeletti, a oportunidade da troca de experiência entre os cientistas americanos e brasileiros da Monsanto e a equipe da Coopermil e da Cooplantio, demonstra o acerto do trabalho desenvolvido, na busca constante de alternativas que tornem viável a atividade do associado e sua permanência na propriedade.

Informações: Assessoria de Comunicação da Coopermil