Milho

China deverá cortar ainda mais o plantio de milho para reduzir estoques

Publicado em 19/12/2016

PEQUIM (Reuters) – A China reduzirá ainda mais suas plantações de milho no próximo ano em áreas de baixa produtividade para ajudar a reduzir os estoques, informou o ministro da Agricultura do país, segundo uma rádio estatal nesta segunda-feira.

A China, segundo maior produtor de milho do mundo, está enfrentando um crescente excedente do cereal, e a expectativa é que coloque mais produto em um mercado global já saturado, no que pode ser a primeira exportação a granel em uma década.

O ministro da Agricultura da China, Han Changfu, disse na segunda-feira que o país planejava cortar outros 10 milhões de mu (667 mil hectares) de plantações de milho em 2017, trazendo os cortes totais em dois anos para 40 milhões de mu (2,7 milhões de hectares).

(Por Cheng Fang e Chen Aizhu)

Fonte: Reuters