Pecuária

Carne de frango: potencial 5% maior que o do ano passado

28/09/2015

Tendo o cuidado de esclarecer que se trata de um “potencial estimado a partir da produção de pintos de corte”, a APINCO divulgou novos números sobre as tendências de produção de carne de frango no corrente exercício. Aponta, para os oito primeiros meses do ano, aumento de pouco mais de 5% em relação a idêntico período anterior.

Para calcular o potencial mensal, a APINCO – partindo do volume de pintos de corte produzidos mensalmente – adota os seguintes parâmetros: (1) viabilidade de 96% dos pintos alojados; (2) abate médio aos 45 dias de idade; (3) peso médio de 2,350 kg para o frango abatido destinado ao mercado interno; e, (4) peso médio de 1,350 kg para o frango inteiro destinado ao mercado externo, aí inclusos os “grillers”.

Os números levantados indicam, para o primeiro semestre do ano, expansão no potencial de produção inferior a 5%. Por sinal, os índices de incremento mais elevados do período – +6,23% em abril; +7,73% em maio – resultaram não exatamente do crescimento do potencial neste ano, mas, sim, de um baixo potencial nos mesmos meses de 2014.

Completados os oito primeiros meses de 2015, o potencial levantado indica produção já próxima dos 9 milhões de toneladas e com um índice de incremento de 5,16% em relação a janeiro-agosto de 2014. Projetado para a totalidade do ano, esse potencial sugere volume anual próximo de 13,4 milhões de toneladas – um volume cerca de 3,5% superior ao potencial estimado pela APINCO para 2014 (12,946 milhões/t) ou 5,5% acima da produção real do ano passado (12,692 milhões/t, de acordo com a ABPA).

Pelas projeções da APINCO, o potencial dos últimos doze meses (setembro de 2014 a agosto de 2015) é 5,21% maior que o de idêntico período anterior.

Fonte: Avisite