variedades

Cana-de-açúcar resistente ao frio para a Região Sul

Universidade Federal do Paraná e Embrapa Clima Temperado vão lançar variedades para o Rio Grande do Sul em até 4 anos

Com períodos de frio intenso e até geada, o Rio Grande do Sul não cultiva a cana-de-açúcar, que é uma cultura sensível ao clima temperado. No entanto, pesquisadores da Universidade Federal do Paraná e da Embrapa Clima Temperado estão desenvolvendo estudos para criar cultivares de cana que se adaptem ao Estado. A exemplo de outros lugares no mundo como os Estados Unidos, a Austrália e a África do Sul, dentro de quatro anos os pesquisadores brasileiros pretendem lançar a cana-de-açúcar com resistência ao frio.

Uma das principais características da variedade cultivada no frio do Sul deve ser o ciclo muito mais curto do que o normal, já que a cana tem grande dificuldade de crescer durante o inverno. Uma maneira de se adequar a isto seria reduzir o tempo de crescimento da planta ao longo do ano. O pesquisador João Carlos Despalhok Filho, professor da Universidade Federal do Paraná, será um dos palestrantes do Simpósio Estadual de Agroenergia, que acontece em Pelotas, no Rio Grande do Sul, de 10 a 12 de agosto.

— A UFPR já tem um programa de 20 anos com cana-de-açúcar juntamente com outras universidades federais e a gente está dispensando esforços para conseguir esta equipe de variedades porque isto pode trazer aos agricultores uma nova alternativa rentável. Estamos buscando manter a produtividade que se consegue em outros locais. Ela deve ficar entre 80 a 100 toneladas hectare ao ano com uma boa quantidade de açúcar. Uma coisa boa das regiões mais frias é que, por conta do estresse, existe um maior acúmulo do açúcar e isso é uma coisa muito positiva — explica Despalhok.

Clique aqui, ouça a íntegra da entrevista concedida com exclusividade ao Portal Dia de Campo e saiba mais detalhes da tecnologia.

 

Fonte: http://www.diadecampo.com.br/zpublisher/materias/Materia.asp?id=22313&secao=Pacotes%20Tecnol%F3gicos&c2=Cana-de-a%E7%FAcar#null