Sanitário

Campanha de vacinação antiaftosa alcança 99,25% do rebanho tocantinense

22/12/2016

O Tocantins conta com 77.570 propriedades rurais, destas 56.543 criam bovinos e/ou bubalinos

O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) alcançou o índice de cobertura vacinal de 99,25%, na segunda etapa da campanha de vacinação contra febre aftosa, bem acima do preconizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que é de 90%. Nesta segunda fase, realizada de 1º a 30 de novembro, foram vacinados 3.711.875 bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses de idade, dos 3.740.090 existentes nesta faixa etária.  O rebanho de Estado já ultrapassa 8,7 milhões de animais.

Os dados comprovam ainda a evolução do rebanho de bovídeos que passou de 8.563.591 registrados em maio deste ano, para 8.749.640 em novembro, com um crescimento de 2,84%, incluindo o rebanho da Ilha do Bananal. “O resultado demonstra o comprometimento de todos os envolvidos em prol da sanidade animal do Estado. Essa conquista é graças à consciência dos produtores rurais e os investimentos do governo estadual e federal, que este ano, liberaram mais de R$ 3 milhões para a defesa agropecuária”, disse Humberto.

Dos 139 municípios, 23 alcançaram 100% do rebanho vacinado. Entre as cidades que aglomeram o maior número de animais estão: Araguaçu com 363.215, Araguaína com 232.544, Formoso do Araguaia com 232.263, Peixe com 214.631 e Pium com 185.824 animais. “A manutenção da sanidade do rebanho livre da febre aftosa é pré-requisito para exportação de carne e o fortalecimento de um mercado rigoroso, por isso, localizaremos os faltosos para efetuarmos a notificação, aplicação de multas e sanções, além da vacinação acompanhada”, explica o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, Márcio Rezende.

Índice vacinal

Na 1ª etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa, realizada em maio deste ano, foram vacinados 8.509.886 animais ou 99,37% do rebanho bovino tocantinense, além de 6.716 bubalinos, ou seja, 99,54% do rebanho de búfalos.

Fonte: Agrolink