Manejo

Calor e pouca chuva prejudicam lavoura de cana-de-açúcar

14/04
Danyele Soares

A falta de chuvas na região Sudeste prejudicou as lavouras de cana-de-açúcar. É o que concluiu um levantamento da Conab – Companhia Nacional de Abastecimento.

A estiagem e o calor excessivo, principalmente nos meses de outubro do ano passado e janeiro deste ano, afetaram o desenvolvimento das plantações no centro-sul do país.

Apesar disso, a previsão para a safra 2015/2016 deve ficar em torno de 650 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 3% em relação à safra anterior.

O coordenador-geral de açúcar e álcool do Ministério da Agricultura, Cid Caldas, explica que o resultado se deve as chuvas nos meses de novembro, dezembro, fevereiro e março que compensaram o cenário negativo. Mesmo assim, ele diz que a estiagem pode afetar as colheitas no futuro.

Além do Sudeste, a escassez de chuva também afetou estados produtores de cana-de-açúcar da Região Nordeste, como Alagoas, Pernambuco e Paraíba.

EBC – Empresa Brasil de Comunicação