Custo de Produção

Café: Produção da safra 2016/17 deve ultrapassar 50 milhões de sacas no Brasil, projeta FCStone

Publicado em 26/09/2016

Para a consultoria INTL FCStone, a safra comercial 2016/17 de café do Brasil, que está praticamente finalizada na maioria das regiões produtoras, deve totalizar 52,8 milhões de sacas de 60 kg. Estima-se que sejam colhidas 43,2 milhões de sacas de arábica, já de robusta são previstas 9,6 milhões de sacas. A consultoria pondera que a safra de arábica está melhor neste ano, porém, no robusta, a colheita foi regular mas com a seca ainda impactando as lavouras.

Segundo a FCStone, as plantações de café arábica do Brasil da temporada 2016/17 têm apresentado condições melhores após anos consecutivos de clima impactando negativamente a produção no país. “Após a grande seca de 2014, muitas lavouras foram podadas e cresceram bem durante o ano de 2015. Além disso, dado o estresse climático acentuado naquele ano, muitas lavouras não foram altamente produtivas em 2015, guardando potencial para 2016”, diz o relatório da consultoria dilvulgado na última sexta-feira (23).

Para 2017, a FCStone admite que ainda é cedo para se fazer previsões. No entanto, “é impossível negar que as condições de uma lavoura não influenciem o potencial produtivo. Bem como é impossível deixar de dar importância a fatores climáticos determinantes à produção”. As lavouras do Paraná e do Oeste de São Paulo saíram dessa safra com boas condições. Já em Minas Gerais, a situação é menos favorável, de um modo geral.

Em relação ao café robusta do Brasil, a FCStone tem uma perspectiva ainda mais pessimista para a colheita de 2017. “Embora ainda seja precoce traçar o próximo ano para a safra do Espírito Santo e Sul da Bahia, infelizmente a situação é extremamente preocupante”, pondera a consultoria em relatório. Nesta temporada, a produção do grão em algumas regiões do Espírito Santo chegaram a ter queda de 30% da capacidade por conta da seca.

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas