Custo de Produção

Café: Exportações do Brasil caem em maio e ficam próximas de 2 mi de sacas, apontam dados da Secex

Publicado em 01/06/2016

As exportações de café em grão do Brasil totalizaram 2,17 milhões de sacas em maio (21 dias úteis), com receita de US$ 314,6 milhões. Esse volume embarcado dá sequência a queda de abril, após bons volumes nos três primeiros meses do ano. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (1º) pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Comparando com os embarques do mês anterior, que foram de 2,23 milhões de sacas, houve em maio uma queda de 2,69% no volume exportado e recuo de 3,35% na receita. Dos primeiros cinco meses do ano, esse é o pior resultado já registrado na balança comercial. Em março deste ano, o maior volume exportado até o momento, foi vendido para o exterior 2,77 milhões de sacas; em fevereiro foram 2,67 milhões e em janeiro, 2,48 milhões de sacas.

Os embarques do café brasileiro foram impulsionados nos últimos meses pelo fortalecimento do câmbio. Em maio, o dólar comercial fechou com alta acumulada de 4%. No entanto, os estoques do grão estão baixos e há pouca produção da temporada passada disponível. A safra 2016/17 já começou a ser colhida nas principais regiões produtoras, mas ainda não chegou ativamente no mercado.

O Brasil fechou o ano de 2015 com recorde nas exportações de café pelo segundo ano consecutivo, com volume de 37,12 milhões de sacas de 60 kg. Desse total, a quantidade de café verde foi de 33,41 milhões de sacas de 60 kg; de café solúvel, 3,38 milhões de sacas; e de torrado e moído, 33,31 mil sacas. Nos anos de 2013 e 2014 foram exportadas 32,01 e 36,73 milhões de sacas, respectivamente.

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas