Café

Café brasileiro ganha visibilidade com Formula Indy

01/04/2014

Associado da BSCA levou encartes explicativos sobre cafés especiais brasileiros e serviu a bebida para os presentes

O Projeto Formula Indy 2014 teve início nos dias 29 e 30 de março, durante a primeira corrida da temporada, realizada em Saint Petesburgh, na Flórida (EUA). O programa é uma plataforma de promoção de negócios e imagem de produtos e serviços brasileiros coordenado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que investe na visibilidade do evento para promover encontros entre representantes de empresas nacionais e estrangeiras.

Na etapa de Saint Petesburgh, o projeto teve a participação de dez indústrias brasileiras e 27 internacionais, que representaram os setores de alimentos e bebidas, máquinas e equipamentos, casa e construção, tecnologia e saúde. De acordo com informações disponibilizadas pela Apex-Brasil, um total de 70 convidados marcaram presença no evento.

A Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) é a parceira do setor café nesse projeto. Na primeira etapa, através da participação da empresa associada Ally Brazilian Coffee Merchants, a entidade apresentou encartes explicativos sobre as características dos cafés especiais brasileiros, enviou exemplares do produto e o barista Jed Baxter, da Ally, serviu a bebida aos presentes no espaço oferecido pela Apex-Brasil.

“Entendemos essa iniciativa como uma excelente plataforma para a divulgação dos cafés brasileiros. Sabemos que estamos aquém de concorrentes como a Colômbia nesse aspecto e que a imagem do produto especial do Brasil ainda é muito nova no exterior, portanto precisamos explorar essa oportunidade que a Apex-Brasil proporciona através de sua visão sobre como divulgar e promover os produtos nacionais”, comentou André Santos, coffee trader da Ally, que participou do evento.

Segundo ele, a participação no Projeto Formula Indy, assim como no Projeto PGA (golfe) e no Projeto PBR (rodeio), são possibilidades interessantes para a divulgação dos cafés especiais do Brasil nos Estados Unidos, o maior consumidor mundial. “Essa plataforma permite o ingresso do produto brasileiro em todas as classes sociais e em todas as faixas etárias norte-americanas. Sem dúvida o trabalho da Apex-Brasil é excelente nesse sentido e temos que aproveitá-lo para difundir cada vez mais o café brasileiro”, completa.

Na temporada 2013, o Projeto Fórmula Indy realizou mais de US$ 709 milhões em negócios para o Brasil.

Fonte: Agrolink