Sanitário

Brucelose

Sintomas:
Em bovinos o aborto ocorre por volta do quinto/sexto mês de gestação, este fato é considerado o principal problema, principalmente na primeira gestação brucélica onde o índice de aborto chega a 60% caindo para 2% nas gestações subsequentes. Outros sintomas típicos é uma maior ocorrência de retenção de placenta e a brucelose mamária, que é a infecção permanente da glândula levando a uma queda de até 20% na produção de leite.

Transmissão:
Esta transmissão ocorre pela ingestão dos organismos que estão presentes em grandes quantidades em fetos abortados, em membranas fetais e em descargas uterinas. Os animais podem ingerir água ou alimento contaminado, podem lamber a genitália contaminada de outros animais ou fetos abortados recentemente. A transmissão venérea causada por touro infectado através de monta natural pode ocorrer, mas é raro. No homem o principal meio de transmissão é através da pele quando a mesma entra em contato com os órgãos dos animais contaminados e também através da ingestão de leite cru proveniente de animais doentes.

Diagnóstico:
Devem ser feitos exames bacteriológicos ou sorológicos, o mais utilizado é o exame de sangue (soroaglutinação).

Profilaxia:
O controle é baseado em teste sorológico com posterior eliminação dos animais positivos. Este exame deve ser realizado em intervalos regulares até que se obtenha dois ou três testes negativos sucessivos. Na compra de animais deve-se exigir animais vacinados e com teste sorológico negativo. O único meio de prevenção efetiva é vacinar todas

Fundepec

Fonte: http://www.portalruralsoft.com/manejo/manejoExibe.asp?id=20