Flores

Brinco-de-princesa – Fuchsia hybrida

Nome popular: Brinco-de-princesa; Lágrima; Agrado; Fúcsia.
Nome científico:
Fuchsia hybrida.
Família:
Onagraceae.
Origem: Brasil.

O Brinco-de-princesa é uma das belas flores que tem se tornado extremamente populares internacionalmente. Há um grande número de tipos, que foram obtidos pela hibridação de espécies obtidas na América do Sul. A flor é considerada um dos símbolos do Rio Grande do Sul.

São muito cultivadas em vasos, como planta pendente, apoiadas em suportes ou em jardineiras. Suas flores são bastante visitadas por beija-flores.

Seus ramos são pendentes, e suas flores pendentes são o seu maior atrativo, podendo elas ser com divisões roxas, vermelhas ou brancas e corola roxa, vermelha, branca ou azul, simples ou dobradas, formadas na primavera e verão.  Algumas variedades são mais eretas do que as demais.

Apreciam o frio e se adaptam bem ao sul do país.

Cuidados: O Brinco-de-princesa prefere ficar em sol pleno, ou em meia-sombra, sendo protegida principalmente do sol da tarde. As fúcsias crescem e florescem melhor em regiões mais frias, como na região sul do Brasil, mas também possuem certa tolerância a ambientes mais quentes.

É desejável manter o solo rico em matéria orgânica, pois elas precisam de solos com boa retenção de água, para que o a terra seja sempre mantida úmida. Uma boa drenagem do vaso também é essencial.

Apesar de serem plantas perenes, muitas vezes elas são cultivadas como se fossem anuais, sendo replantadas todos os anos.

Como reproduzir: Pode ser multiplicada tanto por sementes quanto por estacas feitas dos ramos.

Fonte: http://www.cultivando.com.br/plantas_detalhes/brinco_de_princesa.html