biblioteca

Brasil se prepara para ir à OMC contra EUA e UE

Os primeiros são adversários devido às barreiras ao etanol e a segunda, pelas carnes

Fonte: O Globo

Às voltas com a elaboração de uma ousada estratégia de negociação com a China, para que o país asiático dê algum tipo de compensação aos danos causados às indústrias brasileiras pelas importações chinesas, o governo se prepara para enfrentar, na Organização Mundial do Comércio (OMC), outros dois gigantes: os Estados Unidos e a União Europeia. Os primeiros são adversários devido às barreiras ao etanol e a segunda, pelas carnes.

Essa possibilidade já é discutida com o setor privado, que arcaria com os custos dos contenciosos. No entanto, antes de tomar uma decisão mais forte, o Brasil tenta negociar acordos com americanos e europeus.

No caso dos EUA, apesar dos frequentes apelos de autoridades e empresários brasileiros para que o etanol fique livre de tarifas e sobretaxas, o governo americano perde cada vez mais força no Congresso e teme desagradar aos produtores de álcool à base de milho.

As possibilidades de um acordo diminuíram no mês passado, quando o Senado daquele país decidiu aprovar, até o fim de 2011, a alíquota de US$0,54 por galão de etanol importado. E a indústria americana será beneficiada com cerca de US$6 bilhões em subsídios.

Técnicos das áreas diplomática e de comércio exterior afirmam que o caso do etanol chegou a tal ponto que o ideal é que seja analisado sob o ponto de vista das normas internacionais. Daí a possível ação na OMC.

Fonte: http://www.agrocim.com.br/noticia/Brasil-se-prepara-para-ir-a-OMC-contra-EUA-e-UE.html