Laranja

Brasil e China avaliam temas de interesse do agronegócio

23/05/12 – 15:00
O governo chinês pretende enviar pesquisadores ao país para acompanhar os estudos desenvolvidos pela Embrapa

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho, recebeu na manhã desta quarta-feira, 23 de maio, em seu gabinete, o secretário do Comitê do Partido Comunista da China na Região Autônoma da Mongólia Interior, Hu Chunhua. A reunião serviu para estreitar as relações comerciais bilaterais do agronegócio.
As oportunidades de entendimentos e cooperação no Brasil e o potencial agrícola nacional foram apresentados pelo ministro durante o encontro. Mendes Ribeiro ressaltou ainda a importância dos dois países na produção agrícola diante da crescente demanda mundial por alimentos.

O chefe da delegação composta por representantes de governo e empresários do setor agropecuário, Chunhua disse que a China deseja fortalecer a cooperação técnica com o Brasil que tem tecnologia avançada na área da agropecuária. “Desejamos reforçar a parceria entre os dois países, pois o nível de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) é altíssimo”, acrescentou o secretário chinês.

O governo chinês pretende enviar pesquisadores ao país para acompanhar os estudos desenvolvidos pela Embrapa. Até julho deste ano, a empresa instalará um laboratório virtual, o Labex, em Beijing. A missão do Labex será de fazer pesquisas estratégicas, articular programas de cooperação com grupos chineses e monitorar estudos em áreas como recursos genéticos vegetais, melhoramento e biologia avançada.

A intenção do governo chinês é estabelecer abertura de mercado para pescados e frutas, como maçã e pêra. O interesse brasileiro é no intercâmbio das carnes suínas e de frango, além do fumo. A China é um dos maiores compradores de produtos agrícolas brasileiros.