Brasil bate recorde de registro de agroquímicos

08/01/2018

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou que o ano passado registrou mais um recorde de registros de defensivos. De acordo com Mapa, foram liberados 326 produtos agroquímicos durante 2017, o que representou um aumento de 17,68% na comparação com o auge atingido no ano anterior (2016), quando haviam sido registrados 277 produtos.

De acordo com o Secretário de Defesa Agropecuária do Ministério, Luís Eduardo Pacifici Rangel, um em cada três defensivos agrícolas aprovados no ano que passou foram biológicos. Segundo ele, é falsa a “imagem” de que o Mapa não visa a sustentabilidade no uso de pesticidas.

Outro ponto destacado por Rangel é a abertura de consulta pública para regulamentar e liberar a mistura em tanque. A Portaria Mapa 148 apresenta uma minuta de Instrução Normativa Conjunta (Mapa-Anvisa-Ibama) com critérios e procedimentos para recomendação de mistura em tanque de agrotóxicos, bem como sua prescrição em receituário agronômico. A Portaria foi publicada em 28 de Dezembro de 2017 e estará sob Consulta Pública por 60 dias.

A tabela atualizada de registros aprovados em 2017 perfaz 326 produtos até 13 de Dezembro de 2017:

— Produto Técnico Equivalente (PTE) = 134
— Produto Técnico = 04
— Produto Formulado (PF) = 46
— Produto Formulado à base de PTE = 112
— Pré-mistura = 02
— PF Biológico ou Microbiológico = 13
— PF Biológico ou Microbiológico para a Agricultura Orgânica = 15
— Produto Formulado à base de Extrato Vegetal = Zero
— PF à base de Extrato Vegetal para a Agricultura Orgânica = Zero

Fonte: Agrolink