Variedades

‘Bomba na xícara’: criam o café mais perigoso do mundo

03/04/2017

Em junho de 2016, a empresa de café fundada por Sean Kristafor lançou o Black Insomnia Coffee. Este produto está ganhando popularidade em todo o mundo, incluindo os Estados Unidos, escreve a CNN.

O Black Insomnia se destaca como sendo duas vezes mais forte – 58.5 mg de cafeína por onça – que o Dark Roast da Starbucks, que tem 21,25 mg por onça. Com essa quantidade de cafeína uma xícara do Black Insomnia contém 702 mg de cafeína, um valor que excede o limite de 400 mg permitido pela Food and Drug Administration (FDA, na sigla em Inglês).

The “world’s strongest coffee” is now on sale in the US — a single cup could put you over the daily caffeine limit https://t.co/dq8O8WYkhV pic.twitter.com/SUkzYuo6WO

— CNN (@CNN) 31 de março de 2017Em um estudo sobre os efeitos da cafeína sobre nossos corpos, Mary Sweeney, da Universidade John Hopkins (EUA), explica que os efeitos do consumo desta substância podem variar de leves a graves. Entre outros sintomas, a cafeína pode causar agitação, nervosismo, desconforto e problemas em dormir. No pior dos casos, pode provocar arritmias.

O portal Caffeine Informer, conhecido por fornecer informações sobre as doses adequadas de cafeína que podem ser tomadas diariamente, classificou o Black Insomnia Coffee como “o mais perigoso dos produtos com cafeína”.

Fonte: Sputnik