Pecuária

Boi: queda na relação de troca não desmotiva pecuarista a repor os animais em GO

Publicado em 06/05/2015

Em Goiás, a categoria que mais valorizou no último ano foi o garrote (9,5@).
O animal tem sido negociado, em média, por R$1.760,00, frente aos R$1.190,00 vigentes em abril do ano passado, alta de 47,9%. O desajuste entre oferta e demanda foi o principal motivador desse cenário.
Na média de todas as categorias de reposição, a alta foi de 43,2%.
A movimentação está maior no estado, com destaque para os animais mais próximos da terminação, principalmente devido à demanda pelos confinadores neste período do ano.
A arroba do boi gordo subiu 21,6% no estado nos últimos doze meses, o que diminuiu o poder de compra do pecuarista.
Hoje são necessárias 12,3 arrobas de boi gordo para comprar um garrote no estado, sendo que no ano passado eram necessárias 10,1 arrobas.
Mesmo com a relação de troca em queda desde dezembro do ano passado, a expectativa quanto ao comportamento dos preços da arroba no momento da venda motiva os invernistas e confinadores.

Fonte: Scot Consultoria