Pecuária

Boi MT: Oferta deve diminuir e demanda deve aumentar, impulsionando os preços

Depois do registro do maior abate da história, para um período de um mês, Mato Grosso manteve em agosto um volume alto de animais enviados ao gancho. Com os dados do Indea, foi possível constatar que no oitavo mês de 2013 foram abatidas 549,5 mil cabeças de bovinos, representando uma queda de 2,4% ante o mês de julho. Além disso, nota-se que a tendência de menor abate de fêmeas persiste, resultando em uma participação de 41,8% de fêmeas e 58,2% de machos. Os resultados da oferta de gado para indústria no início do segundo semestre do Indea convergem com os relatos dos atores de mercado mato-grossense, isso porque, naquele mês, a dificuldade de compra não era grande. Tal motivo fez a escala de abate média no Estado permanecer estável em 7,0 dias e os preços “andarem” de lado, ao redor de R$ 88,20/@, à vista. Outra constatação possível para o mês de agosto é a de uma demanda ajustada à oferta, já que, mesmo com um volume elevado de gado entregue, não foi verificada pressão nos preços do mercado mato-grossense. Entretanto, para os próximos meses, o cenário tende a mudar, já que a oferta não deve permanecer nos níveis atuais e, na outra ponta da cadeia, a demanda deve aumentar, impulsionando os preços do boi gordo.

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Fonte: Notícias Agrícolas