Pecuária

Boi: Elevados preços da ração deixam confinadores em alerta

Publicado em 19/05/2016

Com o início da “entressafra”, o pecuarista de engorda/confinador está atento aos custos de produção da atividade e aos valores futuros da arroba. Informações coletadas pelo Cepea mostram que as intenções de confinamento estão bastante divergentes, com números apontando tanto para aumento quanto para redução do volume de animais. O maior receio refere-se aos valores da dieta.

Os insumos para alimentação, que representam cerca de 30% dos custos do confinamento, estão bem mais caros. Segundo informações do Cepea, incertezas quanto ao desenvolvimento do milho segunda safra seguem impulsionando os valores do cereal no mercado brasileiro. No caso do farelo de soja, os preços também registram fortes altas no mercado interno desde a segunda quinzena de abril.

Quanto à receita, na BM&FBovespa, os valores do boi gordo para o último trimestre do ano estão próximos dos R$ 170,00. Pesquisadores do Cepea alertam, no entanto, que produtores que compraram insumos em momento estratégico, que aumentaram a produtividade ou que utilizam ferramentas como travar negócios na BM&FBovespa podem garantir resultados positivos no segundo semestre.

Fonte: Cepea