Pecuária

Aspectos Gerais da Produção e Comercialização do Leite de Cabra e seus Derivados

Nos últimos anos, em razão do crescente enfoque dado a caprinocultura leiteira no Brasil, em especial na região Nordeste, estudos técnicos e científicos têm sido realizados, comprovando a importância da cabra como produtora de leite para a alimentação humana. Em decorrência disto alguns preconceitos vem sendo quebrados com relação a importância da caprinocultura leiteira como atividade capaz de mostrar resultados economicamente satisfatórios.

A indústria de leite e derivados surge como uma necessidade para a maioria dos produtores no Brasil, tendo em vista as dificuldades existentes na conservação e comercialização do leite “in natura”, a possibilidade de aumentar o faturamento, como também elevar o período de validade do produto.

De acordo com Souza Neto et al. (1987), a ausência de um mercado consumidor e os problemas de aceitação dos produtos derivados do leite de cabra na região Nordeste levaram os produtores nordestinos à buscar novos mercados, localizados basicamente na região Sudeste do país. Segundo estes autores, o estado de São Paulo é o principal centro consumidor dos produtos lácteos de origem caprina. Tal fato se deve ao elevado poder de compra e a sofisticação dos consumidores daquele Estado quando comparados aos de outras regiões do país. Também, outros mercados potenciais vêm se desenvolvendo nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Brasília.

Os mesmos autores afirmam que os produtores de caprinos leiteiros motivados pela grande aceitação e fácil comercialização do leite e dos queijos de caprinos, vêm destacando uma importância relativa destes animais em seus rebanhos, e por conseguinte demandando dos pesquisadores maior dedicação aos estudos dos caprinos leiteiros.

Nesse contexto, vale salientar os esforços que vêm sendo concentrados por parte dos governos estaduais do Nordeste e instituições de apoio ao desenvolvimento regional, no sentido de promover o desenvolvimento da ovinocaprinocultura na região. Dentre os projetos e programas bem sucedidos está o Projeto de Incentivo a Caprinocultura Leiteira no Estado do Rio Grande do Norte, iniciado em 1998.

Os resultados obtidos são bastante significativos, haja visto que a produção de leite de cabra cresceu de 2000 l/dia para 8000 l/dia, num período de dois anos. Este acréscimo na produção transformou o Estado do Rio Grande do Norte no maior produtor de leite de cabra pasteurizado do Nordeste.

Este projeto é fruto de uma parceria do SEBRAE/RN com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, tendo como objetivos: estimular o crescimento da caprinocultura leiteira no Estado, promover a geração de emprego e renda no meio rural e, consequentemente, melhorar as condições sócioeconômicas dos produtores.

O leite pasteurizado de cabra é comercializado totalmente para o Programa do Leite do Rio Grande do Norte, que busca reduzir a carência nutricional de famílias indigentes com prioridades para crianças, gestantes e desnutridos, através da distribuição diário de 01 (um) litro de leite por família.

Vale ressaltar que além de beneficiar as famílias mais pobres o programa do leite gerou a criação de 7.800 empregos diretos, beneficiando os produtores, as usinas e o sistema de distribuição nas comunidades.

O leite e seus derivados estão entre os produtos de origem caprina mais comercializados nos mercados locais, regionais e nacional. No entanto, a industrialização do leite ainda é restrita devido a fatores tais como: pequena produção do leite “in natura”; desconhecimento dos valores nutricionais deste produto, falta de hábito alimentar da população; preconceito quanto ao produto e seus derivados; elevado preço quando comparado ao de origem bovina, já estabelecido no mercado; entre outros.

Para que os produtos nacionais, derivados do leite de cabra, sejam inseridos nos mercados nacional e internacional, faz-se necessário realizar ações de mercado, tais como: adequação de produtos abrangendo o desenvolvimento de marca e formas de acondicionamento; prospecção de mercados, buscando identificar nichos e os produtos mais consumidos; certificação de qualidade, proporcionando ao produto um elevado padrão de qualidade; e marketing e publicidade dos produtos.

 

Fonte: http://www.capritec.com.br/