Produtivo

Aspectos da irrigação em citros

A decisão de investir na tecnologia da irrigação em pomares cítricos deve ser antecedida de criteriosa análise dos aspectos econômicos envolvidos. O custo adicional de produção, em função da implantação da irrigação, deve ser compensado com um acréscimo de produtividade. Um fator importante é a idade do pomar para iniciar a irrigação. Embora a maior parte dos citricultores iniciem a irrigação quando o pomar encontra-se com 3 anos de idade, o ideal é plantar o pomar para ser irrigado, o que além de facilitar o planejamento da cultura e da irrigação, aumenta a capa cidade produtiva da planta.

Além do benefício direto do uso da irrigação em pomares cítricos, ou seja, o aumento da produção por área colhida, uma série de benefícios indiretos podem ser citados – possibilidade de escalonamento da produção (indução de estresse hídrico para manejo de florada), ofertando produtos na entressafra; possibilidade de aproveitamento de áreas antes consideradas marginais para os citros; viabilização da utilização da adubação via água de irrigação (fertirrigação).

Para o correto manejo da água na cultura dos citros, devem ser considerados fatores de clima (precipitação pluviométrica e a demanda evapotranspirativa do ambiente), do solo (capacidade de armazenamento de água no solo, textura, profundidade, além presença de impedimentos físicos ou mecânicos) e características específicas da planta cítrica que se está irrigando (eficiência de uso de água, profundidade do sistema radicular, períodos críticos à falta de água, entre outros). As características da planta variam de acordo com a espécie considerada, combinação copa/porta-enxerto, idade e sua adaptação ao ambiente.

 

Fonte: http://www.agrosoft.org.br/agropag/103304.htm